Ir a contenido
¡Inauguramos nuestra nueva web bajando los gastos de envío a 2,95€! 📦
¡Bajamos los gastos de envío a 2,95€! 📦

O CONTO BRASILEIRO

€16,00
ISBN 9788484872122
Uma seleção de contos pode, de alguma forma, representar a literatura de um país, mesmo que o tempo seja restrito, o que estamos vivendo? Estaríamos lendo sobre um país e uma literatura apenas imaginados?

Quando Luiz Ruffato e Carmen Villarino me convidaram a escrever um pequeno texto sobre esta seleção de contos de brasileiros contemporâneos, comecei a matutar sobre a importância da publicação. Logo relacionei alguns assuntos. Entre os temas, pensei na discussão sobre a presença da literatura brasileira no cenário internacional e na questão da representação. Uma seleção de contos pode, de alguma forma, representar a literatura de um país, mesmo que o tempo seja restrito, o que estamos vivendo? Estaríamos lendo sobre um país e uma literatura apenas imaginados? O fato de haver uma escolha, mesmo que os organizadores (graças a Deus) não queiram firmar quem são os melhores escritores brasileiros das novas gerações, nos leva a pensar nas construções dos cânones (ou dos futuros canônicos) –outro tema que provoca as plateias. E assim foi crescendo minha lista de assuntos. Logo depois veio a importância de uma coletânea tão bem selecionada como esta para os professores e estudantes de literatura brasileira na Galiza e no restante da Europa. E que seja em português (o do Brasil) –mais um sinal de ousadia dos curadores da obra. Outros temas mais: a política brasileira de apoio à literatura no exterior, a questão da tradução, a ampliação do conceito de literatura, a opção pelo gênero conto etc. E assim os assuntos foram ocupando a página do meu caderninho de anotações. Eu não me sentia, porém, apto e com direito a tratar desses temas. Não era esse o meu lugar na construção deste livro. E percebi o óbvio: se tenho de escrever sobre escritores e livros, será no papel que me cabe, o de leitor. Se há o que dizer, é que os escritores aqui sejam lidos. E, dependendo de cada um, gostados, criticados, ignorados e tratados com curiosidade, serenidade e incredulidade, como qualquer escritor, de qualquer tempo ou lugar, deve ser. Essa é a forma que tenho de respeitar e homenagear os que trabalharam nesta excelente ediçã  
 

____

Editorial: Laiovento
Idioma: Gallego